Como não se apaixonar por esta vista?

Esse ano voltei para Toulouse, na França. Assim como ano passado, fui para casa da minha amiga que mora por lá.

O plano era ficar em Toulouse mesmo, curtir a cidade, a culinária e meus amigos mas, de última hora decidimos ir para Biarritz, onde meus amigos também têm uma casa de veraneio.

Vista de praia em Biarritz
Vista de praia em Biarritz

Eu já tinha vontade de ir para Biarritz há um tempo, e como já conheço Toulouse, amei a ideia. Arrumamos as coisas em uma hora e fomos embora.

A França é um lugar que tem conquistado cada vez mais meu coração. Como eu acho lindo aquele lugar, aquelas pessoas, o estilo de vida super ecológico e sustentável e como eu amo a comida e bebidas dos franceses.

Luzes e cores por todos os lados
Luzes e cores por todos os lados

Mas, antes de falar sobre Biarritz, vale deixar o link sobre o que fazer em Toulouse. Escrevi sobre tudo que conheci na primeira vez que estive na cidade. Legal lembrar também que na minha primeira vez na região, fui até Albi, uma cidadezinha perto de Toulouse que é uma graça e vale o passeio.

Vale também acrescentar outra dica muito legal. Essa vez fomos para o Rooftop das Galeries Lafayette de Toulouse. Por lá fica um restaurante e um bar com uma linda vista para a cidade. Não comemos no restaurante, só aproveitamos os drinks e a vista do bar. É meio caro, mas vale a visita.

Vista do Rooftop
Vista do Rooftop
Que tal curtir um pouquinho?
Que tal curtir um pouquinho?

Voltando a falar sobre Biarritz…

Biarritz fica a 300 Km de Toulouse, na costa basca francesa, no sudeste da França e a 35 km da fronteira com a Espanha. A cidade é um charme, com um centrinho histórico, uma comida boa e famosa pelas praias – longas e de areia – e pelo surf.

Biarritz tem praias fantásticas
Biarritz tem praias fantásticas

Biarritz é muito movimentada durante a alta temporada… tanto por famílias, quanto por jovens, pois a cidade atende a todos os gostos. Legal contar ainda que desde o século XIX ela recebe a realeza europeia durante as férias de verão.

Você consegue conhecer toda a cidade caminhando… andando de um lugar para o outro e se perdendo nas ruazinhas com suas casas todas brancas.

Ruas tranquilas para caminhar
Ruas tranquilas para caminhar
Detalhe das casas brancas de Biarritz
Detalhe das casas brancas de Biarritz

Eu fiquei um dia e meio por lá e acredito que passei pelos principais locais turísticos de Biarritz. O tempo foi suficiente mas, sem dúvida, eu amaria ter pelo menos um dia a mais para curtir e visitar tudo com mais calma. Então, se você puder ficar uns três na cidade, principalmente se for verão, eu acredito que será incrível… assim, você conseguirá conhecer a cidade, curtir a praia e a vida noturna, sem correria, e descansar também.

Um dos pontos turísticos mais famosos da cidade é o Rocher de La Vierge, que é um afloramento rochoso que está ligado ao continente por uma ponte. No afloramento tem uma imagem da Virgem Maria e de lá você tem uma linda vista da cidade e do mar de Biarritz.

Rocher de La Vierge
Rocher de La Vierge

E outra parada muito famosa por lá é o Farol de Biarritz, que fica na Pointe Saint-Martin. O Farol foi construído em 1834 para orientar os marinheiros e, até hoje, funciona muito bem.

Você também pode subir até o topo do farol… é de graça, mas são 300 degraus… hahaha. A gente não estava muito disposto esse dia, então resolvemos ficar só na praça que tem em frente ao farol e já oferece uma linda visão do mar e da cidade.

Ahhh, o Farol faz fronteira entre a costa rochosa de Biarritz e a cidade de Landes.

Farol de Biarritz
Farol de Biarritz
Vista da cidade de Landes
Vista da cidade de Landes

Na cidade você pode conhecer ainda o Mercado Municipal, o Museu do Mar (Musée de la Mer), a coleção de arte asiática do Asiática Museum, a Igreja de St-Martin – construída no século XII -, e a Igreja Ortodoxa Russa – que é de 1892.

Como não se apaixonar por esta vista?
Como não se apaixonar por esta vista?
Igreja Ortodoxa Russa
Igreja Ortodoxa Russa

O Mercado Municipal chama Les Halles e fica em um prédio muito bonito de 1885. Lá você encontra produtos locais como queijos, patês e frutas.

Já o Musée de la Mer é um tipo de oceanário e museu subaquático, que traz um pouco da história sobre a vida marinha do Atlântico Norte e Indo-Pacífico, por exemplo, e também fala sobre a caça às baleias em Biarritz, que era muito famoso no passado.

Entre os 4 andares de museu você vê ainda mais de 150 espécies e cavernas de tubarões. Falam que é bem interessante, mas como não tínhamos muito tempo por lá, decidimos não ir. 

A cidade também tem o Hotel du Palais, um luxuoso hotel construído em 1855 pela Imperatriz Eugénie, esposa de Napoleão. E, ainda em honra a Eugénie, tem a Chapelle Imperiale – ou Igreja Sainte Eugenie -, de 1898.

O Hotel du Palais está super ligado com a história de Biarritz… e é muito legal.

Hotel du Palais
Hotel du Palais (*)

Vou contar rapidamente aqui… A cidade, que era uma vila de pescadores, começou a ganhar destaque entre a elite europeia no século XIX, quando Napoleão III e sua esposa, Eugénie de Montijo, a escolheram como refúgio e onde construíram sua casa de veraneio, chamada como Villa Eugénie.

Com o tempo a Villa Eugénie foi vendida e transformada no casino de hotel, e começou a atrair ainda mais a elite e realeza europeia. Com as guerras o palácio foi destruído, mas reconstruído nos anos 50 como um hotel, quando começou a atrair artistas e famosos de Hollywood. E até hoje é possível se hospedar nele, mas é beeem caro… hahaha.

E, foi nos anos 50 também, depois do filme “The Sun Also Rises”, que Biarritz ganhou a fama que tem até hoje por ter praias com ondas boas para o surf, começando, assim, a atrair mais jovens e quem curte o esporte e a praia.

Se preparando para o surf...
Se preparando para o surf…

E isso que faz o charme de Biarritz. A mistura da elegância do Belle Epoque e a leveza da galera do surf desenham a graça e o ritmo da cidade.

Em Biarritz tem ainda dois conhecidos casinos, que ficam de frente para o mar, o Barrière – também chamado de Municipal – e o Bellevue. Eles são muito bonitos e grandes, com salas de jogos, teatros, restaurantes e bares.

E não posso deixar de falar das praias, afinal, a cidade também é muito famosa por elas e, como já falei, lá é um ponto muito conhecido do surf, tanto que Biarritz ficou tão popular por causa da pratica do esporte. Entre as praias temos Grande Plage, Plage du Miramar, Port Vieux, Marbella, La Milady e Plage Côte des Basques.

Praias para todos os lados
Praias para todos os lados

A maioria das praias de Biarritz tem boas ondas para surfar, e as praias são grandes, como a Côte des Basques e a Grande Plage.  E, essas praias de surf sempre deixam uma faixa de água para os banhistas curtirem também.

Mas se você não sabe surfar, ou está indo com a família e quer uma coisa mais tranquila, a cidade também tem praias mais calmas, como a Port Vieux.

É legal falar também que, se você não sabe surfar, mas tem vontade de aprender, tem escolinhas com cursos rápidos – de poucas horas, mais por diversão mesmo – por toda a extensão das praias.

Porto dos Pescadores
Porto dos Pescadores

Nós almoçamos no Porto dos Pescadores, onde tem bastantes restaurantes com peixe fresquinho e de frente para o mar. Muito bom.

Eu fui para Biarritz de carro, mas você pode chegar lá de avião, ônibus e trem, vindos de outras cidades francesas ou de outros países.

Eu amei a cidade. É um lugar que queria ir há tempo, que tenho vontade de voltar e que recomendo muito.

Biarritz se faz apaixonar... e querer voltar...
Biarritz se faz apaixonar… e querer voltar…

Texto e fotos by Flávia Pigozzi.

(*) Foto do Hotel du Palais retirada do site Booking.com

Acompanhe outras dicas e informações em nosso canal no facebook. Curta #viveajantes. Ou no Twitter, siga @viveajantes. Veja nossa galeria de fotos no Flickr, inscreva-se em nosso novo canal de vídeos no Youtube. Entre em contato, mande suas críticas, sugestões, contribuições via e-mail: viveajantes@bol.com.br  . E não perca nossas postagens. Novo conteúdo todas as semanas.

Veja nossa galeria:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *