Em comemoração ao nosso décimo aniversário de viagens ao Chile decidimos dar outra passadinha por lá. Nesse tempo foram 7 passagens pelo país… cada uma mais impressionante e marcante que a outra.

Você pode saber mais sobre nossa primeira viagem para lá aqui, ou quando fomos para Puerto Varas aqui, ou uma das melhores hospedagens que conhecemos no RQ Santiago.

E para marcar esses 10 anos, um especial sobre o país… com muitas dicas e informações para ajudarem você a se apaixonar pelo Chile assim como aconteceu aqui em casa ou, pelo menos, ajudar no seu planejamento de viagem.

Latam

Em todas as nossas jornadas ao Chile já voamos Lan, Tam, Aerolíneas Argentinas, Avianca e, nesta última vez, Latam.

A melhor de todas, disparado, foi sem dúvida nenhuma a extinta Lan. Extinta não, pois agora ela é parceira da Tam, que juntas formam a Latam.

Aeronave Latam
Aeronave Latam

Minha segunda escolha talvez fosse a Tam, empatada com a Avianca.

Se pensarmos na parceria da primeira escolha com a segunda escolha, o resultado seria uma empresa fora de série. Mas a coisa não é bem assim…

Impressões

Eu acho… acho… que uma viagem aérea deve ser uma puta experiência… isso porque tem um custo super alto (muitas vezes, dependendo da sua escolha de hospedagem, só a parte aérea pode representar quase metade da sua viagem), além disso, existe todo um “cerimonial” para quem opta por viajar em um avião (questões de comportamento, vestimenta, bagagem, horário, educação, respeito, e por aí vai).

Interior aeronave Latam
Interior aeronave Latam

Entendo que a popularização do serviço colocou alguns elementos que não aceitam ou seguem bem esses protocolos de educação, higiene, respeito, e comportamento. São pessoas porcas, mal educadas, grosseiras, que decidiram dividir uma aeronave ao seu lado.

Isso posto, obviamente existirão situações incontroláveis… mas podemos falar em incontrolável dentro de um avião??

Higiene geral, manutenção, reposição dos equipamentos, qualidade dos assentos, educação e hospitalidade dos seus funcionários é o mínimo que pode constar no catálogo das empresas aéreas.

Independente das situações incontroláveis, cuja interferência humana (leia-se má educação e grosseria de seus usuários) é crucial, senti nessa viagem com a Latam que a coisa estava meio bagunçada.

Experiências a bordo

Mal havíamos entrado no avião e um senhor, duas fileiras atrás da nossa reclamava da quebra da sua bandeja. Ela não ficava na posição.

Um técnico foi chamado, o que atrasou o voo em alguns minutos, o mesmo olhou a bandeja e carimbou que não havia risco, e que ele colocaria um pequeno velcro para que ela ficasse na posição.

A higiene da aeronave talvez não estivesse a contento. Chiclete colado na revista de bordo, sujeira no compartimento dos bancos, no chão, falta de travesseiro e cobertor.

Chiclete na revista
Chiclete na revista

Qualquer que seja o tempo de voo é cruel não haver qualquer forma de entretenimento a bordo. Eu sei, eu sei… as empresas querem passar todos os custos para seus passageiros. E o entretenimento de bordo é, em alguns casos recentes, todo por conta de quem viaja. Mas se houvesse alguma oferta de entretenimento, já seria uma grande coisa. Ter monitores espalhados pela aeronave e não ter acesso a um filmezinho de sessão da tarde é um crime mortal….

Monitor de aeronave
Monitor de aeronave

Mas e o voo?

De São Paulo (Guarulhos) a Santiago são cerca de 4 horas de voo. geralmente tranquilos, principalmente quando se passa sobre a maravilhosa e sempre deslumbrante Cordilheira dos Andes.

Passagem pela Cordilheira dos Andes
Passagem pela Cordilheira dos Andes

Sempre dou preferência para horários do fim de noite ou madrugada. Você chega lá pela manhã, realiza o check-in no hotel antes do almoço e tem o resto do dia livre para começar a bater pernas.

Também prefiro voos sem escalas. Muitas vezes você perde muitas horas na espera em um destino em que nem poderá aproveitar. Ficar 10 horas esperando sua conexão preso em um aeroporto pode parecer legal, mesmo que você ame o Duty Free, mas é um péssimo jeito de começar uma viagem… e nem sempre é o jeito mais econômico.

Mas tem uma pegada pessoal super chata. Cara… eu amo os aviõezões… monstrões com centenas de pessoas dentro… pode parecer (e provavelmente é) bobagem minha, mas parece que os aviões maiores viajam mais tranquilos, sem muita turbulência… mesmo que ao final da viagem o banheiro esteja carregando um presunto vencido há mais de 180 dias… rsrsrs…

E esse voo da Latam rolou em um Airbus A320… pequeno para as minhas expectativas… rsrsrs…

Tempestade em voo
Imagem de tempestade/raios em voo

Para ajudar, atravessamos uma tempestade (eu tentei tirar uma boa foto mas faltou competência), o que arrepiou de leve alguns cabelos que eu nem lembrava ter… mas o piloto foi super profissional, e levou a gente super de boa… além de ter feito uma decolagem e uma aterrissagem de primeiríssima.

E a volta??

Tempo igual… aeronave igual… sujeira igual… exceto pela tempestade (que nos observava de longe), e pelo caminho, agora inverso, é claro…

Para a volta também prefiro o voo mais tarde possível… é uma chatice a paradinha de ter que chegar 3 horas antes ao aeroporto, mas pelo menos você aproveita o último dia até o último instante possível.

Nascer do sol em voo
Nascer do sol é imperdível em qualquer voo

E a viagem foi bem tranquila, considerando até a arremetida (minha primeira………) ao chegarmos a Guarulhos… talvez por culpa das chuvas. A experiência deixou a lembrança da viagem ainda mais animada… rsrsrs

Algumas dicas

Voos longos: prefira sempre saídas no fim da noite ou madrugada… a menos que sejam poucas horas… daí vale uma saída pela manhã bem cedinho.

Comida de bordo: confesso que tive algumas experiências bem chocantes, mas no geral, a comida costuma ser legal. Pode estar fria… não combinar a massa com o pepino… ser em pouca quantidade… com bebida quente… mas ela vale a pena. Muito melhor do que ficar sem comer nada… vai por mim.

Refeição de bordo
Opção de refeição de bordo em nossa ida

Entretenimento: pelo visto o entretenimento será cada vez mais por conta do próprio passageiro. Algumas empresas, a Latam é uma delas, oferecem um app para que você tenha acesso a filmes e jogos em seu celular ou tablet. Por isso mesmo vale a diversão por conta própria… leve seu livro, sua palavra cruzada, seu notebook…

Outra refeição de bordo
Outra opção de refeição de bordo, agora em nossa volta

Coração sempre aberto: não adianta estressar… querer correr na frente dos outros passageiros… cortar fila… gritar… xingar… jogar a mala… dar cotovelada… nada disso vai te fazer chegar ao seu destino antes dos outros passageiros. Todos chegarão juntos e ao mesmo tempo…….

Mais do que isso… durante o voo, aquela centena (ou mais) de pessoas não merece receber sua falta de educação, por mais revoltado com a vida que você esteja.

Eu entendo que existem situações irritantes, mas lembre que em algumas horas você estará no seu destino, curtindo suas férias, seu passeio, sua família, amigos… nenhum estresse vale estragar isso, não é mesmo??

Durante a viagem, vale realizar um mantra… entrar em um estado alfa… hibernar… o que quer que seja para que absolutamente NADA, durante aquelas poucas horas, estrague o que vem a seguir… vai por mim, essa é a mais difícil, mas a melhor lição de todas.

Vale ou não vale

Bom… algumas situações citadas aqui só serão encaradas na hora que você chegar a bordo, e existem muitas variáveis… vai depender da sua sorte.

Particularmente, ainda acredito que a Latam seja uma boa empresa para viajar, mas acredito também que já foi melhor…

Aeroporto Arturo Benitez
Nossa chegada ao aeroporto Arturo Benitez

Da minha parte, se oferecer voos diretos, com preços razoáveis, com aeronaves limpas e manter o padrão de educação de seus colaboradores, já será um grande passo.

Insisto para o fato de que viajar de avião ainda deve ser encarado como uma puta experiência. As pessoas pagam para ter um serviço mais luxuoso, mesmo que esse serviço luxuoso seja apenas um conceito romântico de viagem de anos atrás.

Sobre rotas (*)

O Grupo LATAM Airlines está constantemente atento a todas as oportunidades de rotas sustentáveis e segue fortalecendo a sua rede de destinos internacionais para seguir como o grupo de companhias aéreas que mais conecta a América do Sul e a sua região com outras partes do mundo.

Somente em 2017, foram inauguradas 13 novas rotas internacionais. Para 2018, a companhia já anunciou 18 novas rotas internacionais e, a partir do Brasil, estreou voos como Brasília-Punta Cana (janeiro), São Paulo-Roma (março), São Paulo-Mendoza (março), Salvador-Miami (abril), São Paulo-Las Vegas (junho), São Paulo-Tucumán (junho), Fortaleza-Orlando (julho), São Paulo-Boston (julho) e São Paulo-Lisboa (setembro).

Os próximos voos já confirmados são Santiago-São Paulo-Tel Aviv (a partir de dezembro deste ano) e Porto Alegre-Santiago (a partir de janeiro de 2019). Com o lançamento das novas rotas, o Grupo LATAM Airlines vai oferecer voos para 143 destinos em 26 países.

Brasília-Punta: dois voos semanais em aeronave Airbus A319, com capacidade para 144 passageiros em classe Economy.

Santiago-São Paulo-Tel Aviv: a rota terá início a partir de 12 de dezembro deste ano, a partir de Santiago (Chile) e com escala em São Paulo (Brasil). Será operado três vezes por semana com aeronaves Boeing 787, que acomodam 217 clientes em classe Economy e 30 em Premium Business.

Porto Alegre-Santiago: Em 15 de janeiro de 2019, decolará o primeiro voo da companhia na rota, que será operado três vezes por semana em aeronaves Airbus A320 configuradas com 174 assentos em classe Economy.

As rotas para Mendoza e Tucumán: contam com três voos semanais. Ambos os voos serão operados com aeronaves Airbus A320, que acomodam 174 passageiros em classe Economy.

São Paulo-Roma: voos diários em aeronave Boeing 767, que acomoda 191 clientes em classe Economy e 30 em Premium Business.

Salvador-Miami: um voo semanal com aeronaves Boeing 767, que acomodam 220 passageiros em classe Economy e 18 em Premium Business.

São Paulo-Las Vegas: voo operado três vezes por semana nas altas temporadas de junho a setembro de 2018 e retornará à operação da companhia entre dezembro de 2018 e março de 2019, com a mesma frequência semanal. Em aeronaves Boeing 767, que acomoda 191 clientes em classe Economy e 30 em Premium Business.

Fortaleza-Orlando: voo operado duas vezes por semana em aeronaves Boeing 767, que acomodam 220 clientes em classe Economy e 18 em Premium Business.

São Paulo-Boston: voo opera quatro vezes por semana, em aeronaves Boeing 767, que acomodam 191 clientes em classe Economy e 30 em Premium Business.

São Paulo-Lisboa: cinco frequências semanais, o voo sem escala será operado por um Boeing 767, que acomoda 191 clientes em classe Economy e 30 em Premium Business.

Sobre bagagens (*)

Voos Domésticos

A LATAM Airlines Brasil informa que a sua franquia de bagagem para voos dentro do Brasil está disponível para o cliente de acordo com o perfil de tarifa da passagem adquirida. 

Quando o perfil selecionado pelo cliente não oferece automaticamente esta franquia, o preço para o despacho da primeira mala é de R$ 49,00 (por trecho) para compras a qualquer momento antes do embarque. Se a compra da bagagem for efetuada no momento do check-in, o valor é de R$ 110,00 (por trecho).  

A LATAM ressalta que a sua política atende as regulamentações previstas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Todas as informações estão disponíveis em https://www.latam.com/pt_br/planeje-e-compre/conheca-os-perfis-de-tarifas/tarifas-em-voos-nacionais/

Voos internacionais 

Já para voos internacionais, em voos de/para a América do Sul, os clientes têm direito a despachar um volume (uma peça) de até 23 quilos. Clientes de Premium Business ou Premium Economy nos voos na América do Sul poderão transportar até três volumes (três peças) de 23 quilos.

Para os demais voos internacionais, clientes podem despachar até dois volumes (duas peças) de 23 quilos cada em classe econômica e três volumes (três peças) de 23 quilos em Premium Business. As regras relacionadas às dimensões da bagagem despachada seguem inalteradas, onde largura + altura + comprimento somados devem ter até 158 centímetros.

Excesso de bagagem: A cobrança é mais simples e feita por meio de taxas fixas por peça, por faixa de peso e/ou por tamanho excedente. Os valores variam de acordo com o tipo de voo: doméstico, regional ou internacional.

As informações estão disponíveis no site da companhia: https://www.latam.com/pt_br/informacao-para-sua-viagem/bagagem/excesso-de-bagagem/  

Sua opinião

Mas e você, já viajou com a Latam? Gostou da experiência? Tem alguma dica ou informação imperdível para quem planeja viajar? Então compartilha com a gente. Escreva nos comentários… e não deixe de nos acompanhar. Temos novidades todas as semanas.

Texto, fotos e vídeos by Ricardo Seripierro.

*Com informações da Assessoria de imprensa Latam

Acompanhe outras dicas e informações em nosso canal no facebook. Curta #viveajantes. Ou no Twitter, siga @viveajantes. Veja nossa galeria de fotos no Flickr, inscreva-se em nosso novo canal de vídeos no Youtube. Entre em contato, mande suas críticas, sugestões, contribuições via e-mail: viveajantes@bol.com.br  . E não perca nossas postagens. Novo conteúdo todas as semanas.

Nossa galeria:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *