A CCXP (Comic Con Experience) é o maior evento de cultura pop (ou não) que acontece em território brasileiro. É o sonho dos nerds… mas por que os não tão nerds assim devem pensar em colocar a visita ao evento em seu roteiro de visita por São Paulo??

A CCXP

Antes de mais nada vale destacar aqui que existem centenas (talvez milhares) de sites falando de personalidades ilustres, personagens, programação, entrevistas, e afins… minha intenção aqui é falar da paixão que move o evento… e dos pontos válidos para que você encare a CCXP como uma pedida certa em seu roteiro.

Uma volta pela CCXP antes de seu início

A CCXP acontece todos os anos na primeira semana de dezembro, e é realizada no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center (Antigo Imigrantes Exhibition & Convention Center) – Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5.

O São Paulo Expo fica a 1km da Estação Jabaquara do Metrô (linha Azul). Distância curta para uma caminhada, e aquecimento para uma caminhada maior dentro da convenção, ou você pode usufruir dos ônibus e vans que costumam ser colocados à disposição dos visitantes pela comissão organizadora.

Personalidades em todos os cantos

Grosso modo… ou levando em conta os exemplos estrangeiros, uma “comic con” é uma convenção de fãs de quadrinhos e filmes de séries de super heróis, ficção científica, terror, clássicos, séries e materiais ligados aos assuntos.

Mas a CCXP vai além…

O que ver por lá

Um evento para fãs?? Sim e não.

Obviamente os fãs piram em um evento como esse, mas existem elementos mais do que suficientes para quem nem é tão aficionado assim.

Perceba o nível das fantasias

Além de ter a chance de ver algum famosão, você se diverte à beça com o desfile dos “cosplays” (que são aqueles fãzaços que se maquiam e se fantasiam de acordo com seus personagens favoritos).

Tem a chance de saber dos lançamentos. Assistir algumas pré-estreias. Acompanhar alguns painéis bem bacanas com temas ligados ao cinema, personagens, mundo artístico, estrelas, ou especialistas em quadrinhos (com especialistas, leia-se artistas, quadrinistas, desenhistas, coloristas, arte-finalistas, criadores, roteiristas, grandes editoras, e demais profissionais desse mundo espetacular.

Espaço nobre para os artistas brasileiros

Você ainda tem a chance de fazer umas (sempre deliciosas) comprinhas. Quer seja para você ou de presentes para os chegados que você sabe que são fãs…

Paixão a toda prova

Gente… um dos pontos de maior destaque quando estive nos parques da Disney foi o de não ver, em nenhum dos dias, em nenhum dos parques, uma única criança chorando. Nadica de nada!! Isso ainda me causa espanto. Crianças de todas as idades, e nenhuma lágrima, nenhum lamento.

A CCXP segue a mesma linha. Gente feliz para todos os lados. Algumas lágrimas, não vou mentir… mas de gente emocionada, e nunca de gente chateada ou preocupada com as contas.

Este ano foi o 80 aniversário do homem de ferro 

Nas chamadas oficiais o destaque fica para você ter a chance de ser quem quiser ali dentro. Você pode se fantasiar… cantar… brincar… se surpreender… se emocionar… e ninguém vai te criticar ou julgar… quer coisa melhor??

Aqui ou ali reparo algumas pessoas do staff falando que o pagamento ajuda (é claro), mas que trabalhariam até de graça caso fosse necessário. Você não vê muito disso por aí…

Apesar das filas, algumas delas intermináveis, se a intenção é dar uma rodada por lá, você pode garimpar atrações com menos gente, ou simplesmente rodar sem focar nas atrações mais cobiçadas.

O Expo Imigrantes

Banheiro e bebedouros com boa distribuição e acesso.

A comida? Bom, alguns nomes expressivos, de grandes cadeias de fast food comumente encontradas em shoppings centers. Boas opções? Até que são. Com preços de rua. Caros? Sim, se considerar as quantidades e a qualidade geral.

Muitas vezes recebi comida fria. Bebidas quentes. Em quantidades que, pelo preço, poderiam ser mais bem servidas. Reforço a dica lá embaixo, mas vale muito a pena levar seu piquenique de casa.

Organização e afins

Estima-se que sejam aproximadamente 300 mil visitantes. Em quatro dias e meio. Cara… é gente pra chuchu!!!

Vai ter fila? Claro que vai. Mas as filas funcionam. Os acessos são bons, com banheiros e água para todos.

Muita gente em todos os cantos

Ouvi algumas reclamações para o acesso de cadeirantes, por causa de alguns elevadores que estavam desligados inicialmente, mas passaram a funcionar a partir do segundo dia.

O trânsito da região, para os que arriscam ir de carro bagunçam demais as coisas. Apesar da (pseudo) organização da CET e da Polícia, dificilmente você não perderá bastante tempo no trajeto de ida e volta.

 Um pouco do que você encontrará no Metrô

Outro ponto negativo fica para o Metrô. Principalmente nos dois dias de mais movimento (sábado e domingo), quando 850 milhões de pessoas (me perdoem pelo pequeno exagero nos números aqui, mas ilustrará melhor o meu ponto de vista) precisam passar por meia dúzia de catracas.

No geral, como você pode perceber, são problemas mais externos, mas se você se organizar, e se encher de paciência, nada disso atrapalhará seu evento.

Dicas gerais

Programação e organização pessoal ajudarão demais em sua visita, mas existem alguns outros pontos que podem melhorar ainda mais sua experiência.

Filas… bom, se você se programar direitinho, vai chegar cedo ao evento, descansado, e bem animado. Combinação difícil de dar errado para quem precisará enfrentar algumas filas.

Filas e afins

Existem maneiras de você agendar sua visita a determinadas experiências. Aproveite essa ferramenta.

A comida pode ser cara e insossa. Abuse dos petiscos e salgadinhos de mochila. A velha combinação fandangos com bolacha recheada nunca dará errado, vai por mim. Você pode levar frutas, uma garrafa com água para quando estiver nas filas, ou longe dos bebedouros.

Muitas vezes não existem filas para as lanchonetes do complexo, mas existem poucas mesas, por isso é comum ver gente espalhada por todos os cantos. Roupas confortáveis ajudam você a “rolar” pelo chão quando necessário. 

Sapato confortável!!!! Sempre!!!! Você vai andar pacas… e não vai querer enfrentar bolhas, de jeito nenhum. Por isso, sapato confortável em todos os momentos.

Você ainda poderia programar uma tattoo

O preço dos ingressos pode ser pouco atrativo, mas existem opções bem legais, como o ingresso social. Vale ficar de olho e acompanhar as instruções para fazer uso deste benefício.

Existem atrações super concorridas, e para elas o pessoal costuma dormir nas filas. Se não é sua pegada, se programe para outras opções que acontecem o tempo todo. Dificilmente você não encontrará alguma coisa com a sua cara.

E que tal umas comprinhas?

Vale deixar o carro em casa e abusar do Metrô ou dos ônibus especiais. O estacionamento é outra pedida salgada e não vale o investimento.

Algumas pessoas preferiram alguns outros serviços de transporte como o UBER ou os táxis, mas o trânsito no entorno do Expo fica impossível em alguns horários e a viagem pode ficar salgada.

Vale ou não vale

Não precisa ser fã. Você pode gostar de fazer uma caminhada, ver algumas novidades para o cinema e para a TV. Aquela série que você gosta pode estar pelo evento.

Comprar um quadrinho. Uma figura de ação. Um desenho. Conseguir aquele autógrafo do seu desenhista favorito. A CCXP tem opções para todos os níveis de aficionados.

O Artists’ Alley

E assim como você se programa para um jogo da NBA, da NFL, ou NHL quando está nos Estados Unidos, se programa para uma Black Friday mundão afora, as Rebajas espanholas, festas ou cerimônias específicas em qualquer viagem, então se planejar para colocar a CCXP em seu roteiro de visita em São Paulo não será muito traumático.

A CCXP é pedida certa para quem está visitando a cidade, ou já mora na capital paulista e procura boa diversão.

E se a sua paixão nem é tão grande assim pelo mundo da cultura pop, pode esquecer, que depois de vicitar a CCXP seu olhar e sua opinião, com certeza, mudarão e você vai se transformar em um fã de carteirinha.

Sua opinião

Mas e você, já esteve na CCXP? Gostou da experiência? Tem alguma dica ou informação imperdível para quem planeja viajar? Então compartilha com a gente. Escreva nos comentários… e não deixe de nos acompanhar. Temos novidades todas as semanas.

Texto, fotos e vídeos by Ricardo Seripierro.

Acompanhe outras dicas e informações em nosso canal no facebook. Curta #viveajantes. Ou no Twitter, siga @viveajantes. Veja nossa galeria de fotos no Flickr, inscreva-se em nosso novo canal de vídeos no Youtube. Entre em contato, mande suas críticas, sugestões, contribuições via e-mail: viveajantes@bol.com.br  . E não perca nossas postagens. Novo conteúdo todas as semanas.

O que você achou dessa postagem?
  • Sensacional (0)
  • Deu muita vontade de viajar (0)
  • Incrível (0)
  • As dicas são fantásticas (0)
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *