Mês passado fui trabalhar uma semana em Cork. Como eu não conhecia a cidade, aproveitei a chance e a visitei.

Cork, que fica cerca de 260 km de Dublin, no condado de Cork, é a segunda maior cidade do país, e é bem bonitinha.

Em alguns aspectos não me lembrou as outras cidades da Irlanda que eu já tinha conhecido. Alguns lugares que fui antes, como GalwayLimerikKillarney e até mesmo Dublin, tem aspectos urbanos mais parecidos umas com as outras…com a maioria das ruas planas e casas com arquiteturas muito similares entre si. Já Cork tem muito mais subidas e descidas, por exemplo, me lembrando, algumas vezes, as cidades portuguesas (mas isso é uma impressão minha hahaha… às vezes só minha).

Mas, vamos à cidade.

Em Cork você consegue conhecer os principais pontos turísticos da cidade em dois ou três dias de passeio… tranquilo, sem correr.

Como fui a trabalho, eu conheci a cidade entre um momento de folga e outro e no fim de semana. Tudo sem presa.

Cheguei na cidade e fui direto para o English Market, um mercado municipal que foi aberto em 1788. Ele é um tradicional mercadão, com carnes, frutas e legumes frescos, bancas de queijos de diferentes países, uma famosa casa de chocolate e uns dois restaurantes. Ele é bem bonitinho e ótimo para comer coisas diferentes e de boa qualidade.

Como era hora do almoço aproveitei para comer por lá mesmo. Eu almocei no O’ Flynn’s Gourmet Sausage, que foi muito recomendado por um amigo. É um lanche de salsicha tipo alemã. É mesmo muito bom. Valeu. Até comi outra vez depois hahaha.

Depois do almoço fui para a St. Fin Barre’s Cathedral, que é uma das mais famosas igrejas da cidade e é muito bonita.

Para visitá-la por dentro tem que pagar 5 euros. Visitei a igreja e fiquei um tempo no seu jardim, que tem um labirinto muito interessante.

O labirinto foi construído em 2015 e convida os visitantes da igreja a percorrê-lo até o centro em um instante de meditação e oração.

No caminho aproveitei para curtir um pouco a paisagem do Rio Lee, que corta a cidade, e oferece uma bonita visão de Cork.

Depois ainda passei pela Holy Trinity Church, que na verdade não é uma igreja que faz parte da “rota turística” de Cork, mas que fica na margem do Rio Lee e forma uma fotográfica muito bonita da região. Como estava com tempo, também a visitei.

Em outro momento de folga, eu aproveitei para tentar conhecer a St. Finbarr’s Church, que é de 1776 e a mais velha igreja católica que continua funcionando em Cork. Mas ela esta fechada para restauração e não consegui a visitar por dentro.

Caminhando pela cidade, passei pela Red Abbey Tower, que é considerada um Monumento Nacional, pois é a única estrutura de Cork que está em pé desde as épocas medievais da cidade.

Da Red Abbey continuei caminhando e fui para a Cork University, uma das mais importantes faculdades do país. Ela tem uma arquitetura linda e um jardim muito gostoso, onde fiquei lendo por um tempo antes de voltar para o hotel. Foi legal visitar a universidade, mas eu tinha tempo para isso… se você tiver poucos dias na cidade, acredito que é um passeio que pode pular.

Em mais outro momento off e que pude aproveitar para conhecer a cidade, eu visitei a Church of St Anne, Shandon. A igreja, de 1722, é uma das mais importantes da Irlanda. Você pode visitá-la e subir na rua torre que oferece uma linda vista da cidade…. mas eu só fiquei sabendo disso depois hahaha. No dia eu não quis pagar para visitar mais uma igreja hahaha se eu soubesse da vista que ela oferece, com certeza, eu tinha entrado.

Passeando pela região da igreja de Santa Ana acabei conhecendo ainda a St. Mary’s Cathedral, que assim como no outro dia, como eu tinha tempo, resolvi visitá-la por dentro. É bem bonitinha.

Nesse dia também fui ao pub oficial da Franciscan Well, a famosa cerveja da cidade. A cerveja é mesmo muito boa e o bar muito legal. Eu fui durante o dia, então não estava cheio, mas deu para curtir o dia de sol, bebendo uma cerveja gelada, com um pedaço da pizza que vende por lá, que também é bastante famosa e é uma das melhores da cidade.

Nesse dia de passeio, também parei uns instantes para curtir a bonita vista do Rio Lee… agora a parte do rio que passa no outro lado da cidade (o rio corta Cork em dois pontos).

Em outro dia, agora durante o trabalho, eu fui ao Fota Wildlife Park, o Zoológico de Cork.  Segundo falam, no Fota os animais são mais livres e têm mais espaço.

Eu, para ser sincera, não achei nada diferente de outros zoos, haha. É legal, mas é mais afastado da cidade. Eu não gosto muito de zoológicos e ver os animais presos. Esse passeio é mais para quem tem tempo e gosta.

Isso tudo em consegui fazer entre uma folga e outra do trabalho. Fiz tudo com muita calma, sem correria. Meu fim de semana foi super tranquilo também.

No sábado, eu comecei tomando um chocolate quente na O’Connail Hot Chocola, que foi indicação também. Senhor… o melhor chocolate quente que já tomei. Sério, se for para Cork, no verão ou no inverno, você tem que tomar esse chocolate. Lá também tem bolos, chocolates gelados, cookies, chocolates em barra. É claro que eu comprei um pouco de cada haha e tudo é muito bom mesmo!

Depois fui para o Blackrock Castle, que foi originalmente construído para proteger o porto de Cork no século 16. O castelo fica na margem no rio, e forma uma fotografia legal do local. Eu não entrei nesse castelo, só o conheci por fora. Ele é bem bonito!!

Depois de tomar um café no restaurante castelo (que tem críticas gerais muito boas), eu fui para o Fitzgerald’s Park.

Fitzgerald’s Park é um parque bem legal da cidade. Fiquei por lá curtindo o sol e lendo por um tempo. O parque é bem bonito, fica à margem do rio, cheio de árvores e flores. Ele é mais afastado do centro… se você não tiver tempo sobrando, talvez pode passar essa visita.

Bom, agora preciso fazer um OBS importante. Como conheci muitos lugares em Cork e quis falar um pouco sobre cada um, mas ainda preciso contar como foi passar meu ultimo dia na cidade no Blarney Castle, para o texto não ficar muito longo, eu o dividi em dois.

Hoje, como vocês viram, eu escrevi sobre tudo que visitei em Cork, dicas e recomendações. No próximo post vou contar sobre o passeio pelo Blarney Castle, que é um dois principais pontos turísticos da região e oferece muita coisa para conhecer. Na próxima publicação também vou comentar sobre o Resort que fiquei na cidade vizinha, Castlemartyr.

Então não perca o próximo texto. Cork é muito fofa, cidade universitária, com muitas coisas legais para fazer. Eu recomendo o passeio e acho que você pode gostar ainda mais de lá quando ler sobre o Blarney Castle.

Texto e fotos by Flávia Pigozzi.

Acompanhe outras dicas e informações em nosso canal no facebook. Curta #viveajantes. Ou no Twitter, siga @viveajantes. Veja nossa galeria de fotos no Flickr, inscreva-se em nosso novo canal de vídeos no Youtube. Entre em contato, mande suas críticas, sugestões, contribuições via e-mail: viveajantes@bol.com.br  . E não perca nossas postagens. Novo conteúdo todas as semanas.

Veja nossa galeria:

O que você achou dessa postagem?
  • As dicas são fantásticas (0)
  • Incrível (0)
  • Deu muita vontade de viajar (0)
  • Sensacional (0)
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *