Como falei na publicação anterior, sobre Bray, (você pode ler mais uma vez aqui), hoje vou falar de mais um lugar pertinho de Dublin para visitar e aproveitar o dia – principalmente no verão -, comer uma comida gostosa, e fazer uma da muitas trilhas que a cidade oferece… Howth.

A cidade – na verdade vila portuária – fica ao norte da capital irlandesa, há 15 km de Dublin e é um lugar muito legal, com paisagens lindas e ótima para relaxar.

Saindo da estação de trem ou de ônibus, você já cai em uma espécie de grande “praça”, onde em um lado tem o píer e um calçadão que o rodeia, proporcionando ao visitante um ótimo lugar para fazer uma caminhada, sentir a brisa (gelada… haha) do mar, e apreciar os barcos que estão parados por lá.

No outro lado dessa “praça”, que é cortada pela Harbour Road, você encontra muitos restaurante (maioria ou todos de frutos do mar, pois a vila é conhecida por ter restaurantes especialistas em pescados), lojas e cafés.

Assim como em Bray, fui muitas vezes para Howth… algumas vezes para relaxar, caminhar na beira do mar e comer. Outras vez, fui para fazer uma das muitas trilhas nos cliffs que rodeiam a cidade, todos com vistas muito bonitas para o oceanos, Howth e as cidades vizinhas.

Já fui para lá, tanto no alto inverno de dezembro, quanto no alto verão. Devido ao frio, se você não for nenhum atleta e não está acostumado a fazer exercício, longas caminhas e encarar qualquer tipo de temperatura para isso, eu recomendo deixar as trilhas para fazer no verão ou primavera. Foi isso que fiz. Devido ao vento muito gelado que bate no alto dos cliffs de Howth no inverno, eu não encarei fazer as trilhas nessa estação do ano haha… mas, isso vai de pessoa para pessoa, condicionamento e preparo físico, né?!

Enfim, continuando, hahaha… como falei, já fui para a vila no inverno de dezembro, somente para comer e dar uma caminhada na beira do mar, no verão para sentar no gramado que rodeia o píer, relaxar e aproveitar o dia de sol e, também no verão e primavera, para fazer as trilhas de Howth…

Ainda na região do cais de Howth, você pode admirar as focas que estão entre os barcos ancorados por ali esperando restos de peixes.

Você pode ainda caminhar pelo calçadão a beira do cais até farol Baily, enquanto aproveita a bonita vista da baía. Uma dica é começar essa caminhada pelo West Pier, que é o comecinho do calçadão que beira o mar, e ir até o Farol, que fica no outro lado do cais. Essa caminhada dura cerca de 30 minutos ou um pouco mais se você parar para fotografar.

Em Howth você também pode ir até o Ireland’s Eye, que é uma reserva natural que protege as aves marinhas. Tem tours para ilha que saem do final do píer.

A ilha é um lugar muito procurado por quem gosta de pesca amadora. Eu não sei por que, mas nunca fui até lá… mas acredito que seja muito legal.

Outros pontos turísticos da cidade são a St’s Mary Church, que tem mais de 200 anos e foi a primeira igreja construída por Sitric, Rei de Dublin, em 1042 D.C. Em 1235, ela foi substituída por uma igreja paroquial e no século 14 foi feita a igreja que está lá até hoje em dia.

E ainda tem o Howth Castle, que também é outra construção importante na cidade. Ele foi construído por volta dos anos de 1777, quando Almeric, o primeiro Senhor de Howth, chegou na Irlanda e conquistou a posse da península de Howth. O castelo foi construído com madeiras, acima do porto de Howth, em uma área de mais de 250 hectares. Somente em 1738 foi construído o castelo que vimos nos dias de hoje.

A vila conta ainda com o Howth Market. E eu amoooo esses Markets. A feira fica em frente da estação de trem e conta com muitas barracas, oferecendo os mais diferentes produtos, como comida de vários países, doces, bijuteria, suvenir, roupas e muito mais.

E agora vou falar um pouco mais sobre essas trilhas de Howth… haha…

Para encontrar o “pé” das trilhas, você caminha pela Harbour Road até chegar na Balscadden Road, e andando mais um pouco por essa rua você vai achar o começo das trilhas, que se dividem em 4, entre as mais difíceis e longas e as mais fáceis e curtas.

As trilhas de Howth:

Cliffs Path, diferenciada pela cor amarela, é a trilha mais fácil, com apenas 6km de distância. Você faz ela entre 1 hora e meia e 2 horas.

Tramline, que é a trilha azul e cobre 7km, mas também é considerada fácil e pode ser realizado entre 1 hora e meia e duas horas.

Black Linn ou a vermelha, é um pouco maior e mais difícil. Com 8km conta com mais subidas e é feita entre 2 horas e 2 horas e meia.

E a conhecida Bog of the Frogs, também chamada de roxa, que tem no total 10 km e contorna quase toda a cidade pela costa. A caminhada tem muitas subidas e descidas, escadas e trechos bastante apertados. Pelo caminho você passa por diferentes cliffs, talvez, por isso, ela ofereça a visão mais bonita entre as trilhas. Você pode fazer toda a trilha Bog of the Frogs em cerca de 2 horas e meia – 3 horas, parando para tirar fotos e apreciar a paisagem.

Legal falar que durante toda o circuito das trilhas tem placas e indicações com flechas coloridas (amarela, azul, vermelha ou roxa), falando para onde segue cada uma delas.

Se fizer toda a caminha, você vai chegar até o Howth Summit, o pico mais alto de Howth, com 120 metro de altura.

Durante algumas partes do trajeto e lá em cima do pico, você pode ver Montanhas de Mourne, as Montanhas Wicklow e até o País de Gales. Sem falar na bela vista do mar, cercado por plantas típicas e das diferentes aves marinhas que vivem na região.

Se você não gosta ou não pode fazer caminhadas longas, é possível chegar ao pico de Howth de ônibus. Do cais da cidade ou em Dublin você pode pegar o ônibus número 31B que sobe até lá.

Uma dica que muita gente dá é: ao invés de começar a trilha lá no “início“, saindo da cidade, é começá-la de cima, do Howth Summit, e ir descendo para a vila. Tem alguns trechos bem apertados, que passa só uma pessoa de cada vez… em alguns pontos você corre o risco de ficar “parado” pelo “congestionamento” de gente… haha… Como a maioria das pessoas começam a circuito de baixo para cima, fazendo o caminho inverso, de cima para baixo, com sorte você pode encontrar menos pessoas indo na mesma direção e o trajeto mais livre.

Importante falar que em Howth tem um Beshoff Bros, onde vende ofish & chips que foram considerados os melhores da região. O “chato” de lá é que o restaurante é somente take away… se o clima estiver bom, é tranquilo por que você pode pegar sua porção e comer sentado no gramado, aproveitando o sol e relaxando. Duro hé se for inverno ou clima não estiver dos melhores… aí talvez lá não seja uma boa opção. (Obs: mas em Dublin tem o mesmo restaurante, com cadeiras para sentar e comer por lá, Rsrs)

Para chegar a Howht de trem você pode pega-lo em qualquer estação de Dublin, com destino a Howth, que é a última parada da linha. Se pegar o trem no centro da cidade, a viagem é cerca de 20 minutos. Você pode ir de ônibus também, e pegar o número 31 ou o 31B que também passam pelo centro de Dublin.

Howth é muita graça, com suas casinhas coloridas, tem muita cara de vila de pescador e um clima de cidade simples -mesmo sendo muito chique – e aconchegantes.

Texto e fotos by Flávia Pigozzi.

Acompanhe outras dicas e informações em nosso canal no facebook. Curta #viveajantes. Veja nossa galeria de fotos no Flickr, inscreva-se em nosso novo canal de vídeos no Youtube. Entre em contato, mande suas críticas, sugestões, contribuições via e-mail: viveajantes@bol.com.br  . E não perca nossas postagens. Novo conteúdo todas as semanas.

Veja nossa galeria:

O que você achou dessa postagem?
  • As dicas são fantásticas (0)
  • Incrível (0)
  • Deu muita vontade de viajar (0)
  • Sensacional (0)
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *