Hoje vou falar de mais uma cidade aqui da Irlanda, Limerick, no Centro-Oeste do país, na província de Munster.

Mas, essa vez não é para fazer um bate e volta, de um dia, como escrevi nos dois últimos textos.  (Que você pode ler aqui) sobre Skerries e Malahide e aqui para saber mais de Dun Laoghaire e Dalkey.)

Agora, é para aproveitar um final de semana todo, assim como em Galway e região, que vocês podem relembrar aqui ou Sligo, que você pode ler mais uma vez aqui.

Limerick fica cerca de 170 km de Dublin, e você pode ir de carro, trem ou ônibus.  Eu fui de ônibus e a viagem foi de 2 horas e 40 minutos.

A cidade para mim pareceu uma Dublin menor. Não tem o charme de Galway. É mais “bagunçada” como a capital irlandesa, mas é uma graça e tem tudo que você precisa.

Limerick é a terceira maior cidade da Irlanda. A primeira é Dublin, depois é Cork, então é Limerick, seguida por Galway.

A cidade é universitária, então em época de aula ela está sempre cheia, e mais “vazia” nas férias da faculdade.  E, a noite lá é muito boa por causa disso. Cidade de jovens, lugar de festa.

Para turistar ela não tem nada de super mega legal, tirando o Castelo St. John´s Castle, que eu gostei de verdade. A cidade é mais conhecida por ser a capital do esporte no país, ter bons restaurantes, contar com badalada vida noturna e por ter sido considerada a Cidade Nacional da Cultura, em 2014.

Mas eu gostei de lá acho que vale a pena ir para Limerick. Além de ser uma das principais cidades da Irlanda, é legal conhecer outros lugares, passar o final de semana em um lugar novo, conversar com pessoas diferentes.

Em Limerick eu visitei o St. John´s Castle, que muito legal. O castelo, que fica na ilha chamada King’s Island, é do século 13 e traz a história, de mais de 800 anos, da cidade e região.

Além, de você poder visitar os cômodos do castelo, que estão montados como os historiadores acreditam ter sido na sua época auge – com moveis e armaduras -, ele também tem um museu interativo, que explica tudo sobre o castelo e o desenvolvimento de Limerick.   O ticket para visitar o castelo é 10,50 euros, e 8,95 euros para estudante.

Resumo da história do Castelo. A ilha onde fica o castelo é de 922, e, na época, era habitada pelos vikings. Somente em 1200, o Rei John mandou construir o castelo, na forma que é ainda hoje, e a história da cidade foi sendo escrita em volta desse castelo.

Como todos sabem, eu amo parques, e em Limerick tem o People’s Park, que é o principal parque da cidade. Eu não consegui aproveitar muito ele, sentar e relaxar, como eu gosto, por que quando eu fui estava chovendo bastante e tudo estava molhado. Só dei uma andada por lá, mas já achei bem gracinha. Não é muito grande, mas deve ser uma delícia curtir um dia de sol nesse parque.

Outro parque bonitinho em Limerick é o Arthur’s Quay Park. Também não é muito grande, mas fica bem no centro, as margens do rio Shannon, oferecendo uma visão linda do rio e do castelo King John.  Esse parque eu consegui aproveitar um pouco mais. Mesmo também estando bem molhado, fiz questão de sentar um pouco por lá e curtir a vista.

E, outro lugar para relaxar e aproveitar uma bonita visão da cidade é em um cais de Limerick, Honan’s Quay, Harvey’s Quay, Howley’s Quay. O rio Shannon fica ao longo dos três cais, e, por lá, você pode fazer exercício, caminhar por toda a margem do rio, ou somente sentar, relaxar e apreciar a visão que o lugar proporciona.

Outro ponto turístico legal na cidade é a St. Mary’s Cathedral, que é a construção mais antiga de Limerick, ainda está em uso. De 1168, a igreja foi fundada por Domnall Mór Ua Briain, o último rei da região do Munster. Para entrar a igreja, eles pedem um valor simbólico de 2 euros. Acho que vale a pena ver de perto ver a arquitetura do lugar, entender um pouco mais da história da catedral e, ainda, assistir concertos que sempre acontecem por lá.

Limerick também tem seus museus. Eu fui nos dois principais da cidade, o Hunt Museum e o Limerick City Gallery of Art. Lógico que não são nenhum Louvre ou uns dos famosos museus espanhóis e italianos, mas, para quem gosta de arte, é interessante.

O Hunt Museum, onde fica uma das maiores coleções privadas da Irlanda de arte e antiguidades, traz obras de conhecidos artistas, como Renoir e Picasso. O museu foi criado para abrigar cerca de duas mil obras dos colecionadores John e Gertrude Hunt. Sua entrada é gratuita e eu achei bem legal.

(*)

(*)

Já o Limerick City Gallery of Art traz escultura, desenho, fotografia e multimídias de artistas locais, nacionais e internacionais. O museu conta também com uma grande coleção de arte irlandesa. Ele é interessante, mas preferi o Hunt Museum.

Outra coisa que sempre amo visitar quando viajo, e todos sabem, são os Markets. Não importa que são mercados locais ou os Christmas Markets – muito tradicionais na maioria dos países da Europa, que acontecem todos os anos na época do natal.

Em Limerick tem o The Milk Market, que acontece aos sábados, entre 9 horas de manhã e 1:00 da tarde. Eu cheguei quase no fim, mais ainda consegui aproveitar e gostei muito. No mercado você acha produtos regionais e fresquinhos, diferentes tipos de comida, cafés e doces. É bem gostoso.

E tem dois lugares de Limerick que não visitei, pois só fiquei sabendo depois sobre eles, mas, que tenho muita vontade de voltar para a cidade, especialmente para conhece-los.

(*2)

O primeiro é a aldeia Adare, que, na verdade, fica no condado de Limerick, e não na cidade. A aldeia é considerada uma das mais bonitas do pais, e, até hoje, mantem seu ar medieval. Na aldeia você pode visitar o Desmond Castle, do século 13, um convento franciscano de 1464, uma Abadia agostiniana de 1315 e o Adare Manor Hotel, de 1840.

(*3)

E outro lugar que quero muito conhecer na região é o Bunratty Castle. Esse castelo fica cerca de 20 minutos da cidade e está localizado no Folk Park, onde foi reproduzida uma Irlanda do passado. Lá tem um castelo, casas construídas no estilo medieval do século 15, e a igreja Ardcroney Church of Ireland para você visitar. No castelo não realizadas noites temáticas, com jantares medievais e músicas tradicionais do passado. Deve ser bem legal.

Bom, essas são minhas dicas de Limerick. Uma cidade querida para você fugir um pouco da rotina e conhecer um lugar diferente. Pode ser um ótimo lugar para você, que mora na Irlanda, ou estará por aqui no final do ano, conhecer nos feriados de natal e ano novo que estão por vir.

(*) Fotos das obras de Pablo Picasso expostas no Hunt Museum – retiradas do site oficial do museu

(*2) Foto da Alteia Adare – Retirada do Flickr oficial da aldeia

(*3) Foto do Bunratty Castle – Retirada da página oficial do castelo

Texto e (demais) fotos by Flávia Pigozzi.

Acompanhe outras dicas e informações em nosso canal no facebook. Curta #viveajantes. Veja nossa galeria de fotos no Flickr, inscreva-se em nosso novo canal de vídeos no Youtube nos siga no Instagram. Entre em contato, mande suas críticas, sugestões, contribuições via e-mail: viveajantes@bol.com.br  . E não perca nossas postagens. Novo conteúdo todas as semanas.

Veja nossa galeria:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O que você achou dessa postagem?
  • Deu muita vontade de viajar (3)
  • Incrível (1)
  • As dicas são fantásticas (0)
  • Sensacional (0)
 

1 comentário

  1. Gosto muito das dicas desse blog. Obrigada

     

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *