Viveajantes

Skerries e Malahide têm a dose certa de praia na Irlanda

Hoje – e no próximo texto – eu vou falar sobre quatro cidades pertinho de Dublin para fazer, em um dia, um bate e volta, aproveitar a tarde em um lugar diferente e, com sorte, curtir o sol na beira da praia (isso não quer dizer usar roupa de banho, amigos rsrs).

As cidades são Skerries, Malahide, Dun Laoghaire e Dalkey. Todas elas estão a certa de 30 – 40 minutos, de trem, de Dublin.

As duas primeiras ficam ao norte da capital irlandesa, já Dun Laoghaire e Dalkey estão no sul de Dublin. Mas, é sobre Skerries e Malahide que vou escrever hoje.

Vou começar por Skerries.

Visitei a cidade, que é uma vila de pescadores, esse ano, no começo do verão, e foi muito bom.

A cidade, que fica a 35 minutos de Dublin, é uma graça. Passamos o dia sentado na areia da praia, caminhando à beira mar e pelas lojinhas da cidade e, também, sentamos para observar o oceano, em uma espécie de “jardim à beira mar” que tem no final da orla da praia. Muito legal.

Legal falar que Skerries é um ótimo lugar para quem gosta de camarão. Nós, claro, que almoçamos por lá. Na cidade é onde chega às embarcações que entregam camarão para o país, então, nos restaurantes de Skerries, não faltam pratos com essa delícia.

O dia, de começo de verão, estava muito gostoso, por isso, decidimos ficar na beira da praia, que tem 2,5 km de extensão. Mas, na cidade você pode visitar também o Castelo de Skerries e seu jardim e os moinhos de vento e água.

No castelo, o Ardgillan Castle, você pode contemplar uma lista vista para o mar e para as montanhas, e aproveitar o dia nos seus jardins. Para entrar no castelo, é preciso comprar o ticket, mas para visita-lo por fora e conhecer os jardins não é necessário pagar nada.

E, os Moinhos, que eu também não visitei, é um lugar que eu queria muito conhecer na cidade, por que deve formar uma fotografia linda do lugar. O moinho de água é do século 16 e era utilizado para moer trigo e cevada. Já o moinho de água é do século 18 e funcionou até 1980.

Skerries tem ainda 5 ilhas que você pode visitar. Uma delas está próxima ao continente e, se a maré estiver baixa, você pode ir até ela caminhando. Mas, há também um passeio de barco que sai da cidade e vai à todas as ilhas. Acredito que deve ser uma delícia fazer esse tour no verão. O passeio custa em torno de 35 euros e é de 1 hora e 30 minutos.

Outro lugar que você não pode deixar de ir em Skerries é no Storm In A Teacup, uma casinha que tem fama e grandes filas por causa do sorvete e do chocolate quente que é vendido lá. Ela fica do final da orla da praia, perto daquele “jardim” que fica na beira do mar, que falei lá em cima.

Ahhh, se você não quiser ir de trem para Skerries, pode pegar o ônibus 33 também, que sai do centro de Dublin e vai até a cidade.

Skerries é uma delícia, e vale muito a pena um passeio pela cidade.

E, também ao norte de Dublin fica Malahide.

Malahide é outra cidade próxima da capital irlandesa, que você encontra tanto castelo, como praias.

A cidade fica a 15 km de Dublin e você pode ir até lá de trem ou ônibus. Eu sempre gosto mais de ir de trem, por que é mais rápido e você pode ir contemplando a paisagem, as montanhas e o mar.

Descendo na estação de Malahide, de um lado, está o centro da cidade, com lojinhas, cafés e as praias…a principal é a Praia de Portmarnock. O centro de Malahide é uma graça. Bem cara de interior irlandês.

Já do outro lado da estação fica o Castelo de Malahide, o principal ponto turístico da cidade.

Na área do Castelo, fica também o Jardim Botânico e campos de golf e cricket. É preciso comprar ticket para visitar o Jardim Botânico e o interior do castelo, mas para entrar na área onde fica tudo isso e aproveitar o dia no imenso jardim em frente ao castelo, não se paga nada.

A visita no castelo é guiada, então você compra o ticket por hora que o tour sai e tem que esperar pelo seu horário de visita. Eu, de verdade, não achei nada demais. Lá dentro você vai conhecer as salas, quartos e a história do castelo. Para quem gosta, vale a pena. O tour é em inglês, mas você pode pedir áudio guia em português, se não entender bem a língua.

O Castelo, que foi construído em 1185, pertenceu a família Talbot até 1975, quando foi vendido para o governo irlandês e hoje recebe turistas.

Mas, o que mais gostei no Castelo, na verdade, foi o jardim gigante que fica na frente dele. No verão, ficar lá com amigos, relaxando e tomando sol, deve ser muito bom. Eu fui no inverno e já amei.

Malahide é bem legal e vale a visita, principalmente no verão, para aproveitar mais os jardins do castelo ou as praias da cidade.

Essas foram dicas de passeios, em duas das cidades que ficam ao norte de Dublin. E, dois lugares muito legais de conhecer também, agora, no sul da capital irlandesa são Dalkey e Dun Laoghaire. Mas, sobre essas cidades, vou falar no próximo texto. Não percam.

Texto e fotos by Flávia Pigozzi.

Acompanhe outras dicas e informações em nosso canal no facebook. Curta #viveajantes. Veja nossa galeria de fotos no Flickr, inscreva-se em nosso novo canal de vídeos no Youtube. Entre em contato, mande suas críticas, sugestões, contribuições via e-mail: viveajantes@bol.com.br  . E não perca nossas postagens. Novo conteúdo todas as semanas.

Veja nossa galeria:

 

O que você achou dessa postagem?
  • As dicas são fantásticas (0)
  • Incrível (0)
  • Deu muita vontade de viajar (0)
  • Sensacional (0)
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *