Viveajantes

Sligo tem tudo para transformar seu verão na Europa

Em agosto, para aproveitar o verão irlandês, fui para Sligo, uma cidade de praia aqui da Irlanda. Como é um lugar praiano, e um dos melhores pontos da Europa para surfar, Sligo sempre está cheia.

Sligo é uma graça, mas o que mais impressiona mesmo na região, são as belezas naturais, que, como típico na Irlanda, são incríveis.

Costumo falar que a Irlanda não é um lugar com belezas e turismo urbano e arquitetônico. Aqui, o que mais impressiona, para mim, são as belezas naturais, as montanhas verdinhas, os Cliffs, os mares e lagos.

E, em Sligo, também foi assim. Ficamos um dia e meio na cidade. Foi um tempo bom para conhecemos o que tínhamos vontade, mas, sem duvida, se você puder ficar mais por lá, e curtir um pouco mais a natureza do lugar, é sempre uma boa ideia.

Sligo fica a 200 km de Dublin. Você pode ir de ônibus, trem ou carro. Acabamos alugando um carro, saiu melhor o custo-benefício.

Chegando na cidade, deixamos nossas coisas no camping e fomos para a montanha Benbulben, primeiro ponto que conhecemos.

Lugar liiiindooo!!! Sério. Muito bonito. A montanha fica no meio do nada. Você consegue vê-la de vários lugares da cidade, mas pegamos uma estrada bem apertadinha, e conseguimos chegar no seu pé.

Saindo de lá fomos para Mullaghmore Beach, que é linda e fica em uma vila – de mesmo nome da praia – ali vizinha de Sligo. Tem uma grande extensão de areia – areia mesmo, não pedrinhas, como é comum nas praias irlandesas também. Ficamos lá um tempão aproveitando o sol. Estava um dia bem gostoso de verão. Verão irlandês né, rsrs nada de biquíni e entrar na água. Pelo menos, não para gente, brasileiros, rsrs. Os irlandeses estavam curtindo até a água gelada do mar. Rsrs

Depois fomos para um lugar muito bonito, o Mullaghmore Head. Acho que é o mais bonito da região, para mim. Fica perto da praia Mullaghmore.

Nesse lugar, tem um cliffs, não tão alto, mas que forma uma paisagem linda. No fundo está o castelo de Mullaghmore, que fica em terras privadas e não é aberto para vista. Mas, a fotografia do lugar é sensacional. Os cliffs, o castelo e o mar. Muito lindo.

Terminamos o dia na a praia Rosses Point, que fica na frente do nosso camping, e vimos o por do sol, que foi lindo!!!

Nesse primeiro dia de passeio, como chegamos depois do almoço em Sligo, tivemos só a tarde e à noite para aproveitar. Mas, como no verão irlandês, escurece muito tarde, deu para curtir bastante.

Acordamos cedo do dia seguinte. Como é normal aqui na Irlanda, o clima já não estava bom. Choveu bastante a noite, mas o dia amanheceu sem chuva, somente nublado e frio.

Como falei, Sligo é um dos maiores pontos de surf da Europa. Minha amiga queria fazer uma aula de surf e fomos para a praia de Strandhill. Uma praia de surf da cidade. Lá não é recomendado nadar. Tem placas por todos os lugares. O lugar é muito bonito. Praia e aí fundo, montanha verdinhas, bem irlandesas.

Como estava um pouco frio, e eu estava meio gripada, eu não fiz a aula de surf, mas parece muito legal. 3 horas de aula, por 30 euros. Eles emprestam aquelas roupas de surf e a prancha. Roupa completa, com sapato e luva, se você quiser. Minha amiga que fez a aula, falou que realmente não passa frio e que a aula é muito legal. Na próxima eu vou.

Enquanto essa amiga estava fazendo a aula, eu e outra amiga ficamos ali na frente da praia em um pub.

Saindo da praia, fomos para a cidade e conhecemos a Sligo Abbey. A igreja, que é de 1253, não está em ótimo estado de conversação, mas considerando a idade dela, e tudo que ela passou, não está muito ruim assim. Dá para entender como a igreja funciona na época. À entrada é 5 euros. 3 para estudante.

É um passeio legal. Se você tiver tempo, pode fazer. Mas a cidade oferece tantas belezas naturais, que acho que vale a pena curtir mais a natureza, principalmente se clima estiver bom.

Nesse dia ainda tentamos ir nas tumbas de Carrowmore, mas já estava fechado e não entramos. Carrowmore é onde estão as tumbas de passagem que foram construídas a mais de 5 mil anos. Lá você pode ver a tumba principal de Listoghil, e as secundárias que ficam envolta de Listoghil. Esse sítio arqueológico é um dos maiores da Irlanda.

Já era quase final do dia, quando voltamos para Dublin.

Como eu falei, ficamos em um camping. Decidimos ir para Sligo meio que de última hora, e como era verão, a cidade estava cheia e só tinha hotel muito caro. Mas, a cidade tem vários pontos de camping, e achamos uma boa ideia acampar. Acabamos ficando no Rosses Point Caravan & Camping Park, e foi muito bom e divertido. Aliás, recomendo esse camping para quem gosta. Espaço grande, tem banheiro, cozinha, área de jogos e TV e o pessoal que trabalha lá é bem atencioso e legal.

Ahhhh. Um P.S. que tenho que falar…fomos de carro e foi muito importante. Lá tudo é longe. As praias são afastadas, o Benbulben é longe. Se você não tiver de carro, acredito que seja bem mais difícil ir para os lugares. Sligo tem transporte público, mas, é cidade pequena né, não sei como funciona direito.

Se você não for de carro, pode alugar uma bike também, se gostar e tiver disposição. Para quem curte, acho que vale a pena ir conhecer os lugares pedalando.

Sligo é uma cidade muito gostosa, no verão principalmente. Vale a visita. Tivemos um fim de semana muito gostoso e, assim que possível, quero voltar para lá.

Texto e fotos by Flávia Pigozzi.

Acompanhe outras dicas e informações em nosso canal no facebook. Curta #viveajantes. Veja nossa galeria de fotos no Flickr, inscreva-se em nosso novo canal de vídeos no Youtube. Entre em contato, mande suas críticas, sugestões, contribuições via e-mail: viveajantes@bol.com.br  . E não perca nossas postagens. Novo conteúdo todas as semanas.

Veja nossa galeria:

O que você achou dessa postagem?
  • Deu muita vontade de viajar (1)
  • As dicas são fantásticas (0)
  • Incrível (0)
  • Sensacional (0)
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *