Viveajantes

Se eu pudesse lhe dar um conselho, diria: Vá viajar!

Um certo líder, de uma certa nação mundial disse certa vez: ¨coloque na sua vida a meta de viajar, e se você alcançar essa meta, então duplique a meta, e se duplicar, triplique, mas se algo der errado, reveja tudo, mas vá viajar!!!¨. Como não aceitar um conselho como esse, não é mesmo?

Mas deixando a brincadeira de lado, em uma rápida pesquisa no Google encontrei uma referência ao blog Viveajantes como sendo um site onde seus autores escrevem a respeito de suas experiências tentando convencer seus leitores que viajar é um bom negócio.

Particularmente, achei que a referência é bem bonitinha (não é mesmo???), mas me fez pensar, como é que minhas experiências podem convencer alguém que viajar é algo fora de série? Claro que eu escrevo para fazer com que você decida por conta própria que viajar precisa estar nos planos de qualquer mero mortal, mas não sei se minhas experiências teriam esse poder todo de influência.

Sim, porque convenhamos, viajar é o bem mais supérfluo que existe na face de qualquer galáxia. Já fiz o teste, e posso aplicar aqui também, se você perguntar para 10 conhecidos se eles ganhassem uma grana, eles fariam uma viagem ou trocariam de carro? Qual você acha que seria a resposta? 11 em 10 escolheriam o carro. E se fosse para escolher entre uma viagem e um guarda roupas novo? De novo, o guarda roupa daria uma surra na viagem.

Quer dizer, a menos que você já tenha sido mordido pelo bichinho da viagem, a chance de você querer viajar é mínima, e procurar o Viveajantes, ou qualquer outro blog, site, revista, livro, ou referência ligada ao turismo, só ocorrerá caso você esteja à procura de alguma informação específica a respeito do seu destino. Alguma opinião ou sugestão diferentona, algo que está fora dos seus planos, caso sua escolha seja viajar.

Sim, porque você não precisa que eu sugira aqui que você vá à Torre Eiffel, em Paris, porque isso está nos planos de qualquer ser humano que um dia se imaginou passeando pelas ruas da capital francesa. No site oficial você encontrará preços, horários, informações e até fotos atrativas, e isso vale para qualquer lugar.

O que eu procuro mostrar aqui é que qualquer ser humano pode viajar, assim como eu. Não sou diferentão, também tenho compromissos como qualquer outra pessoa, família, emprego, dívidas, e escolher viajar nem sempre é uma tarefa fácil, mas é possível.

Mas insisto… Não se trata, simplesmente, de apresentar um roteiro que você pode, muito facilmente, encontrar em uma seção do jornal, de sua revista preferida, mas contar pra você que viajar pode transformar a sua vida.

Alguns relatos são transformadores, ou você nunca leu a respeito da história da mãe que tinha um câncer terminal, abandonou tudo para dar boas lembranças para as filhas optando por ir viajar… e retornou curada…

E aqui falo particularmente das minhas experiências, de situações que mostram que a vida pode ser muito melhor do que aquilo que vivemos no dia a dia. Situações e experiências que podem transformar a sua vida.

Gente que a gente conhece que deixa a viagem ainda mais especial. Situações únicas… Posso não lembrar do preço do ingresso para acessar e conhecer o Valle Nevado, no Chile, mas lembro da cara da minha mãe, quando pude leva-la comigo a este passeio, quando chegamos ao Valle e estava nevando.

Posso não lembrar do tempo de fila, ou do melhor caminho para chegar aos Parques Disney… mas lembro quando uma atendente não me deixou comprar uma água Evian por ser cara demais, e me oferecer (ok, ela quase bateu em mim por ter escolhido aquela água mais cara… rsrsrs) uma outra muito mais barata. Qual a necessidade de fazer isso? Pra ela não mudaria nada… e nem pra mim… mas achei a preocupação dela super legal… e lembro dela ainda hoje.

Lembro quando estive em Orlando pela primeira vez, e encostei numa Macy’s de um shopping qualquer, exagerando (como sempre!!!) nas compras, sem carro, e a vendedora não deixou que saíssemos de lá sem que ela nos desse uma carona até o hotel ou algum lugar que fosse bom pra nós… novamente… uma atitude boba, mas que se transformou em uma lembrança especial.

Ou quando estive no Chile, com minha irmã e minha mãe, e minha irmã veio a ter complicações de saúde, que depois descobriríamos que era por causa de um Linfoma no cérebro, e o taxista que nos levou ao hospital não cobrou a corrida e ainda esperou para saber que estávamos bem. Tive experiências horrorosas com taxistas, também em viagens para muitos hospitais, aqui no Brasil… mas esse camarada… diminuiu o desconforto de um momento super preocupante, com uma atitude simples, e que marcou…

E os exemplos aqui seriam muitos. Confesso pra vocês que toda viagem minha teve um momento marcante como esse. Mesmo as viagens que nem foram tão boas assim. e é isso que procuro colocar nos meus textos. Não que eu vá convencer qualquer ser humano a ir à Disney porque eu achei legal e realizei um sonho… mas que você pode viajar para qualquer lugar do planeta e ter uma experiência especial, ou alguma experiência que o fará esquecer suas dívidas, algum problema específico, e fará com que você volte com outra cabeça… com outros planos…

Viajar transforma… te faz conhecer lugares especiais… pessoas especiais… e te proporciona sensações e lembranças muito especiais…

Ah, mas eu não preciso sair de casa para ter boas experiências… muita gente não precisa, mesmo… mas outros muitos precisam, sim… e mesmo quem pensa que viajar não vale o investimento, precisa arriscar uns três ou quatro destinos diferentes pra ver se sua opinião não muda… se eu nunca experimentar, nunca saberei, não é mesmo???

Roteiros gastronômicos… roteiros religiosos… roteiros radicais…qualquer roteiro vale… qualquer destino vale…

Por isso, mais do que estar aqui e oferecer roteiros… apresentar destinos… passeios… a ideia é passar boas sensações, e mostrar que viajar pode atrair ainda mais essas boas experiências, e transformar sua vida… e manter vivas todas essas maravilhosas lembranças… por isso mesmo volto a insistir, se eu pudesse lhe dar um único conselho, capaz de transformar a sua vida, sempre para melhor, diria: vá viajar!!! Depois você pode voltar aqui e me contar como foi essa sua experiência… rsrsrsrs…

Grande abraço a todos!!!

Texto e foto Paris by Ricardo Seripierro

Demais imagens by Google

Acompanhe outras dicas e informações em nosso canal no facebook. Curta #viveajantes. Veja nossa galeria de fotos no Flickr, inscreva-se em nosso novo canal de vídeos no Youtube. Entre em contato, mande suas críticas, sugestões, contribuições via e-mail: viveajantes@bol.com.br  . E não perca nossas postagens. Novo conteúdo todas as semanas.

 

 

O que você achou dessa postagem?
  • As dicas são fantásticas (1)
  • Incrível (0)
  • Deu muita vontade de viajar (0)
  • Sensacional (0)
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *