Viveajantes

Noite de dança na Esquina Carlos Gardel em Buenos Aires

Quando você pensa em Argentina e, principalmente, em Buenos Aires, algumas coisas logo vêm à mente. Uma delas é o tango. E hoje trago uma postagem especial falando de uma das principais casas de tango em Buenos Aires, a Esquina Carlos Gardel (http://pr.esquinacarlosgardel.com.ar/).

Existem algumas diferenças básicas quando se pensa em tango. Um estilo mais de rua, um estilo mais teatral, e um estilo mais hollywoodiano. A Esquina Carlos Gardel se coloca no segundo estilo, o mais teatral. Prometo escrever a respeito dos outros dois estilos nas minhas próximas postagens, mas pra adiantar, o estilo de rua pode ser visto nas casas de El Caminito, e o estilo mais hollywoodiano, na casa Señor Tango.

Um quarto estilo, se é que posso chamar assim, seria um estilo mais interativo, com a participação dos visitantes, mas acho que esse estilo não se encaixa no “modelo” de espetáculo, mas sim no de diversão para quem curte dançar, ou quer arriscar uns passos da tradicional dança argentina.

É o tipo de entretenimento completo, com boa comida, ótima dança, ótima música, e um visual que apaixona, mesmo para quem, talvez, não curta esse estilo de espetáculo. Mas acho que isso é difícil, você costuma já sair do Brasil com um desses espetáculos na “mala”.

Mas e aí, o que esperar da casa de tango Carlos Gardel? Bom, como já falei, é uma casa com um estilo mais teatral, a configuração da casa é um teatro, com plateia e palco. A sequência de dança e músicas conta uma história (um tema), então não se trata simplesmente de um show de música e dança. A Señor Tango, por exemplo, vai mais para o lado histórico do estilo Tango, contando sua história, apresentando seus estilos, suas nuances regionais, numa configuração bem diferente de casa (lembra um pouco uma arena).

Existem algumas opções de ingresso, com transporte, dependendo se você quer ficar no balcão ou na “pista”, o com jantar incluso, ou o sem jantar incluso. Alguns hotéis oferecem o transporte até a casa, em outros casos, dependendo da sua localização, vale arriscar um táxi. Mas no geral, acredito que a opção com refeição seja a mais interessante. Primeiro porque a comida é bem legal. Segundo porque o preço nem fica tão salgado assim (a opção do ingresso básico custa uns 29 dólares, e com refeição cerca de 50 dólares).

O vinho é à vontade, então vale o investimento. Mas no geral, é o tipo de entretenimento que vai custar uns 75 dólares por pessoa, considerando tudo, até a caixinha do garçom. Pode parecer salgado, mas vai por mim, não é!!! E não é só isso… lembre: só se vive uma vez!!! Então vale colocar um show de tango na sua lista.

O espetáculo em si é bem bacana, música ao vivo com uma baita orquestra, dançarinos bem animados, e uma sequência que não te deixa dormir. Dependendo do seu entusiasmo, com certeza dará vontade de arriscar uns passos… rsrsrs…

Voltando à questão do valor… sugiro que feche a compra lá em Buenos Aires. Direto no hotel, ou entrando em contato com o teatro. Fechando aqui na agência você tem a opção do parcelamento, mas fechando lá a paradinha fica um pouco mais em conta. Dependendo do caso, pelo menos uns 25 dólares menos.

E aí, já ouviu falar da Esquina Carlos Gardel e de outras e não sabe qual escolher? Normal!!! Isso só me fez voltar várias vezes até conhecer um pouco de cada estilo ou pelo menos as principais casas… rsrsrs… não consegui colocar todas as casas no mesmo pacote, por causa do prazo, e do preço… mas isso vai depender de quanto tempo você ficará na cidade. Geralmente é legal ter uma semana em Buenos Aires, para conseguir colocar mais de duas opções. Menos que isso fica um pouco mais corrido, mas em 4 dias até dá pra encaixar umas duas casas.

No final, prometo, você não vai se arrepender!!!

Algumas considerações gerais… na Señor Tango você não pode fazer nenhum tipo de registro durante o espetáculo, nem fotos, nem vídeos… na Carlos Gardel, desde que você não abuse, ou use flash, dá até para fazer um selfie.

Veja um pouco mais da Esquina Carlos Gardel

Quando visitamos a casa, havia uma mesa com umas 20 pessoas, todas chinesas. E eles não tinham o jantar, apenas o vinho… apesar dos avisos de não consumir comida de fora, não é que os camaradinhas sacaram um baita pacote de amendoins e começaram a curtir o espetáculo como se estivessem na casa deles??? No final, a guia levou um puxão de orelhas pelo desrespeito e pelos exageros. O atendimento é super educado, mas não abuse!!!

Ahhhhhh… esqueci de falar lá em cima… o pacote com refeição permite que escolha melhores lugares. Quem janta chega mais cedo, e por isso escolhe melhores lugares. Quem não janta fica com o que sobra, e algumas vezes o que sobra nem é tão legal assim.

Mas e você? Já esteve em Buenos Aires? Conhece a Esquina Carlos Gardel? Tem alguma dica ou informação legal pra curtir melhor a Argentina? Então compartilha com a gente. Escreva nos comentários… e não deixe de nos acompanhar. Temos novidades todas as semanas.

Grande abraço.

Texto e fotos by Ricardo Seripierro

Acompanhe outras dicas e informações em nosso canal no facebook. Curta #viveajantes. Veja nossa galeria de fotos no Flickr, inscreva-se em nosso novo canal de vídeos no Youtube. Entre em contato, mande suas críticas, sugestões, contribuições via e-mail: viveajantes@bol.com.br  . E não perca nossas postagens. Novo conteúdo todas as semanas.

Veja nossa galeria:

O que você achou dessa postagem?
  • Deu muita vontade de viajar (1)
  • As dicas são fantásticas (0)
  • Incrível (0)
  • Sensacional (0)
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *