Toda história e beleza de Newgrange

Semana passada fui fazer um passeio muito legal aqui mesmo na Irlanda. Fui para o Newgrange, tumba neolítica que tem cerca de 5 mil anos de idade… mais velha que as pirâmides do Egito, que têm em volta de 4 mil anos.

É realmente impressionante pensar como aquele povo conseguiu construir monumentos tão grandes e interessantes naquele tempo.

Newgrange foi construída por volta de 3.200 A.C. e se preservou naturalmente até 1699, quando foi “descoberta” por um acaso. Após Charles Campbell herdar as terras onde fica Newgrange, ele resolveu fazer uma obra em sua propriedade e pediu para seus funcionários irem buscar pedras… nisso, eles encontraram esse monumento histórico.

a7

a10

Mas o que essa tumba tem de tão especial?

Nessa foto abaixo dá para ver a entrada da Newgrange… com uma portinha e uma janelinha a cima. Então, essa janelinha não ilumina dentro da tumba todos os dias do ano. A luz passa por ela somente dia 21 de setembro, durante o solstício de inverno. E mais, a luz ilumina o corredor e a câmara principal apenas por alguns minutos… nada mais.

a4

É legal lembrar também que o dia que esse “evento” acontece (21/09), além de marcar o início do outono (aqui na Irlanda), para muitos significa um renascimento.

É impressionante pensar que há 5 mil anos atrás, quando não existia roda, e sem usar barro ou cimento, o ser humano conseguiu construir algo tão bem planejado e estudado assim.
Também é possível visitar o Newgrange no dia do solstício de inverno, mas a pessoa tem que ter muita sorte… pois após expressar interesse em participar do evento, é realizado um sorteio. E, como o espaço lá dentro é bem pequeno, apenas 10 pessoas são sorteadas para assistir e apreciar essa “apresentação” da natureza.

a5

Quem visita o Newgrange nos demais dias do ano consegue ter uma ideia do que ocorre no dia do solstício. Foram instaladas luzes lá dentro, e é realizada uma apresentação a quem visita o local… passando uma ideia ao visitante de como a luz entra e ilumina a tumba no solstício de inverno.

Não é permitido tirar foto de dentro da Newgrange mas, nessa fotografia que tirei de uma imagem que estava exposta no Centro de Visitação, é possível ter uma noção de como acontece no solstício de inverno… ou na apresentação que eles fazem, rsrs.

a12

E, de dentro da tumba, é possível reparar no que falei logo ali em cima… como a engenharia do local é fantástica. Como é possível, há tempos atrás, o homem ter conseguido empilhar pedra sobre pedra… sem nenhum rejunte, sem nenhuma “ajuda”. E mais… isso está firme até hoje.

Dentro do Newgrange, a gente vê também desenhos originais da tumba… como espirais. E encontramos ainda alguns registros feitos pelos “visitantes”… durante anos e anos, que rabiscaram e deixaram suas marcas nas paredes da tumba. A “assinatura” mais recente é de mil oitocentos e alguma coisa, rsrs… depois disso, começaram a preservar melhor o local. Como falei, hoje em dia, por exemplo, é proibido tirar foto lá dentro e o turista também só entra no monumento acompanhado por um funcionário.

É importante falar também que o corredor que leva à câmara central do Newgrange é bem estreito… tanto é que eles mandam o visitante levar as mochilas na mão, e não nas costas, pois é possível ficar entalado. Por isso, quem tiver problema com espaços pequenos ou pessoas claustrofóbicas são orientadas a não entrar na tumba.

a9

a

a2

O lado de fora do Newgrange também é bem legal. O monte gramado que cobre a tumba é cercado por 97 pedras e nelas estão desenhadas formas geométricas, como espirais e triângulos.

Ninguém sabe ao certo o que esses desenhos significam, pois, como eu falei, antes da Newgrange ser preservada como é atualmente, as pessoas podiam entrar facilmente lá, e muito se foi destruído ou até levado, prejudicando os estudos sobre o local.

Mas existem várias teorias sobre esses desenhos. Na pedra que está na porta da Newgrange, por exemplo, estão desenhadas três espirais no sentido horário e anti-horário. A mais popular das teorias sobre o significado dos desenhos fala que os espirais representam as três tumbas mais importantes daquela área, Newgrange, Knowth e Dowth e o desenho que está mais para baixo significa os Rio Boyne.

a3

a11

Como eu falei, atualmente a Newgrange é muito preservada e para que não haja qualquer risco ao local, não é permitido ir sozinho até a tumba. Para chegar onde a Newgrange está, o visitante vai primeiro no Centro de Visitação Brú na Bóinne e, de lá, um ônibus leva o pessoal até a tumba, onde outro guia está esperando para conduzir o passeio, contar mais um pouco da história sobre o local e fazer a demonstração de como ocorre no solstício de inverno.
No Centro de Visitação Brú na Bóinne há também a apresentação de um pequeno filme que conta a história da Newgrange, a exibição de alguns objetos encontrados na tumba, uma loja de souvenir e um café.

a13

Vale lembrar que a Newgrange e umas das tumbas mais importantes da Europa e a área onde ela está foi declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO.

É importante falar ainda que, além da Newgrange, ali na região existem mais duas tumbas, a Knowth e Dowth. Não sei muito sobre elas, somente que são tão antigas quanto a Newgrange e cheias que histórias. E, se você quiser pode visitar essas outras duas tumbas. O passeio também sai do Centro de Visitação Brú na Bóinne.

Ahh… e tenho que contar também, que a região onde a Newgrange está é bem bonita… com aqueles famosos vales verdinhos irlandeses.

a8

A Newgrange fica Condado de Meath, cerca de uma hora de Dublin (se você for de ônibus ou trem, a viagem demora mais um pouco… quase duas horas).

Eu fui fazer esse passeio com a escola, mas você pode pegar qualquer serviço de tour que saia de Dublin para o Centro de Visitação Brú na Bóinne. O valor é em torno de 35 euros. Ou, você pode também ir de trem até Drogheda e depois pegar ônibus até o Centro de Visitação.

a6

Como não pode tirar fotos da Newgrange, não há muitas imagens para ilustrar quão legal é o lugar. Esse é um passeio para registrar o que se vê na memória, rsrs. É realmente muito bacana. Eu indico muito essa pequena viagem.

Texto e fotos by Flávia Pigozzi.

Acompanhe outras dicas e informações em nosso canal no facebook. Curta #viveajantes. Veja nossa galeria de fotos no Flickr, inscreva-se em nosso novo canal de vídeos no Youtube. Entre em contato, mande suas críticas, sugestões, contribuições via e-mail: viveajantes@bol.com.br  . E não perca nossas postagens. Novo conteúdo todas as semanas.

 

O que você achou dessa postagem?
  • Deu muita vontade de viajar (1)
  • As dicas são fantásticas (0)
  • Incrível (0)
  • Sensacional (0)
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *