Hoje vou dar uma dica para quem vai à região de Vêneto, na Itália. Além da conhecida Veneza, outra cidade muito gostosa para conhecer é Verona, a cidade de Romeu e Julieta, de Willian Shakespeare.

É possível conhecer os principais pontos da cidade em um dia, como eu fiz. Uma boa dica para quem vai para a Itália e quer visitar essa região do país é separar uns 3 dias. Dois para conhecer Veneza tranquilamente e um para passear por Verona. Veneza e Verona são muito próximas e a viagem de trem dura cerca de uma hora.

2 - x (7)

2 - x (25)

Eu comecei o passeio pela Piazza Brà, onde fica a Arena da cidade, que é um dos mais conservados anfiteatros Romanos – até mesmo mais que o Coliseu, em Roma. Ele foi construído em 30 a.C., e ainda é casa de espetáculos. Outro fato curioso é que ele é o terceiro maior anfiteatro do mundo, ficando atrás somente do Coliseu e do Anfiteatro Campano di Santa Maria Capua Vetere, que fica em Caserta. É possível entrar para fazer um tour lá por dentro.

4 - x (23)

Ahhhh… ali no lado da Arena fica a Porta Dei Borsari, um dos antigos portões da cidade. (Obs: esse portão da foto não é a Porta Dei Borsari… é mais um dos tantos que tem em Verona, rsrs…

3 - x (26)

E outra coisa legal de falar, para aqueles que gostam de fazer compras, é que ali nessa região também ficam as ruas com as famosas lojas de departamento, e todo mundo que vem para Europa ama deixar uns euricos por lá… como a Zara e a H&M.

2 - x (1) 3 - x (16)

Dali, fomos andando até outra importante praça da cidade, a Piazza delle Erbe. A praça é uma graça. Bem estilo italiano, com cafés, loja de souvenir e é onde fica um importante mercado aberto da cidade, com comidas e artesanatos. Nessa praça fica também a Fontana di Madonna Verona, uma charmosa fonte… mas nada de espetacular; o Palazzo Maffei, um histórico palácio da cidade… todo rosado também, que é uma característica dos edifícios de Verona; e a Torre del Gardello, uma antiga torre da cidade, de 1370.

4 - x (18)

5 - x (19)

6 - x (13)

1 - x (20)

Ali perto, na Via Capello 23, fica a famosa Casa di Giulietta, onde Julieta supostamente teria morado. Entrando na casa já é possível sentir o clima romântico do lugar. Tem uma parede toda rabiscada, com recados românticos, nomes e datas; uma outra grade cheia de cadeados; o tal balcão onde a Julieta fica ouvindo as juras de amor de Romeu e uma estátua de Julieta, que, dizem, se você colocar a mão no peito direto da personagem, você terá sorte no amor. Não custa tentar…

3 - x (8)

É possível visitar a casa, que atualmente é um museu e traz algumas curiosidades sobre essa que é uma das mais conhecidas e românticas histórias do mundo. Além disso, de dentro da casa se chega ao balcão onde a personagem esperava seu amado.

5 - x (11)

Ahhh… uma coisa legal. Dentro da casa há uma sala com uma “caixinha de correio” e computadores – por que agora Julieta é moderna, rsrs – que você pode mandar cartas ou e-mails para Julieta, contando sua história de amor. É bem legal fazer essa visita.

4 - x (10) 2 - x (21)

Para conhecer o pátio e o jardim da casa não é preciso pagar nada. Já a entrada do museu é paga (eu paguei 6 euros na época).

Outra curiosidade da cidade, ainda sobre a história de Romeu e Julieta, é o Tomba di Giulietta, que fica no Monastério de San Francesco al Corso. E a igreja ao lado, é onde Romeu e Julieta teriam se casado.

Ahhh… nessa região que fica a Tomba de Julieta também há a Porta Leoni, mais um dos antigos portões da cidade.

3 - x (22)

Outra praça importante de Verona é a Piazza dei Signori, onde fica o Palácio do Governo e a Torre dei Lamberti, que é possível subir e ter uma bela vista da cidade. Na praça também fica o Arche Scaligeri, o túmulo dos Scaligeri, que foram os “donos” da cidade entre 1260 e 1387.

1 - x (14)

Também passamos pela Duomo di Verona. Nada como a Duomo de Florença ou de Milão. Mas ela é bem bonita. Porém, não pagamos para conhecer por dentro.

3 - x (4)

4 - x (5)

Verona também tem uma linda ponte – como na maioria das cidades Italiana, que sempre têm bonitas pontes que cortam a cidade – a Ponte Pietra. Essa ponte é a mais bonita da cidade e oferece uma bela visão do Rio Adige e da região.

1 - x (6)

Agora tenho uma coisa “triste” para falar para vocês, rsrs. Em Verona, eu fui em um parque muito bonito, em que era possível ver a cidade de cima, oferecendo uma visão incrível de Verona, mas, eu não consigo lembrar o nome desse parque e não consegui achar em nenhum lugar das minhas coisas ou na internet. O parque é esse da foto em baixo. Como era inverno, o dia não estava tão bonito e, além disso, chegamos lá quando já estava anoitecendo – lembrando que durante o inverno europeu, os dias são muito mais curtos e escurece umas 17 horas – mas, o lugar é realmente muito bonito e a visão da cidade é linda. Acredito que se você for para Verona e quiser fazer essa visita – que vale muito a pena – consegue descobrir o nome do parque perguntando nos pontos de informações turísticas ou no hostel ou hotel que ficar hospedado. Lembro que ficamos sabendo sobre ele no nosso hostel.

2 - x (15)

Aaahh… e vale falar que além de tudo que visitamos, não conhecemos – e eu me arrependo –  o Museo Civico di Castelvecchio. Ele é um lindoooooo castelo medieval construído em 1354, que hoje abriga obras da cultura românica e veneziana. Para visitar museus, geralmente é necessário separar um bom tempo e, na época, não ficamos afim de fazer o passeio. Mas, hoje eu visitaria, pelo menos, os jardins do castelo, que falam que é muito bonito também.

Um outro ponto que não visitamos na cidade, mas fica aqui a dica para quem se interessar, é o Giardino Giusti. Um jardim do século 16, com labirintos e estatuas de criaturas mitológicas. Mas, paga para entrar e, na época, não nos empolgamos com a ideia.

Como vocês puderam perceber é super possível conhecer a cidade em um dia e ainda sobra um tempinho para curtir o delicioso clima e sabores italianos. Verona não é uma cidade com muitos pontos turísticos, mas as atrações que a cidade oferece são uma graça e uma delícia de visitar.  Eu dormi uma noite em Verona e conseguimos conhecer tudo que queríamos com calma. Basta separar o que realmente interessa visitar e não ficar perdendo muito tempo nas lojas, por exemplo, rsrsr. Mas, se você quer conhecer TUDO que a cidade oferece, com muitaaa calma, acredito que em um dia e meio é possível fazer todos os passeios e ainda aproveita Verona.

1 - x (24)

Ahhhh… Outro detalhe que é importante falar da Itália é sobre os transportes, na verdade, sobre os ônibus. Você não compra o bilhete dentro do ônibus, pagando direto para o cobrador ou para o motorista, como no Brasil. Você tem que comprar o bilhete antes, em bancas de jornais ou tabacarias. A gente não sabia disso e acabamos andando de graça na primeira vez que pegamos o ônibus, rsrs. Mas, isso é muito feio e se os guardas te pegarem fazendo isso, você recebe uma alta multa. Não vale a pena. Os bilhetes são sempre super baratos…. não chegam a dois euros. Essa é uma dica para qualquer cidade italiana que for visitar – pelo menos, todas as que conheci, os ônibus funcionam desse jeito.

Eu amo a Itália e todas as suas cidades sempre me encantam. Verona é uma cidade que super vale a pena a visita e que eu adorei conhecer.

Até.

Texto e fotos by Flávia Pigozzi.

Acompanhe outras dicas e informações em nosso canal no facebook. Curta #viveajantes. Veja nossa galeria de fotos no Flickr, inscreva-se em nosso novo canal de vídeos no Youtube. Entre em contato, mande suas críticas, sugestões, contribuições via e-mail: viveajantes@bol.com.br . E não perca nossas postagens. Novo conteúdo todas as semanas.

Veja nossa galeria:

O que você achou dessa postagem?
  • Sensacional (0)
  • Deu muita vontade de viajar (0)
  • Incrível (0)
  • As dicas são fantásticas (0)
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *